A demanda das bebidas alcoolicas em terras arábicas…

Ora depois de na vespera apenas ter chegado aos lençois as 6h da manha é óbvio que a manha de hoje serviu unica e exclusivamente para ter pensamentos profundos, daqueles que só se consegue deitado na horizontal e de baixo dos lençois… he he

Desta forma quando me levantei foi tempo de tomar um pequeno almoço alancharado, para ver se me conseguia re-integrar com as horas do dia… lol E quando pensava que hoje ia ser um dia de completo anhanço para aproveitar a folga com o cu sentado no sofa, mas afinal não…

Afinal ainda tinha uma longa viagem pela frente, isto porque nesta terra quem quiser ter uma garrafeira em casa constituida com algumas bebidas espirituosas, ou seja, alcoolicas, tem de ir até à cidade ao lado do Dubai. Se bem que esta cidade não fica assim “já ali” mas sim a quase uma hora de caminho sempre em auto-estrada. O local onde existe o paraiso da alcoolemia é na povoação de Aj Man perto de Al Sharjah, e é um autentico mini-mercado mas só de bebidas alcoolicas. Um verdeiro oasis para quem vive por estas bandas… Dai verem-se tantas romarias até lá…

Aqui vai uma mostra do nosso actual reservatório de alcool… Que vai desde garrafinhas de vinho tinto (portugues, mais precisamente do Dão), vinho branco verdejo (de Espanha), martini (para beber com a cerveja), vinho do porto, um licor de limão (tipico itiliano) e por fim as grandes cervejolas da Bud… Por isso quando me vierem visitar não se podem queixar! he he

As brilhantes cervejinhas da Bud…

 A caixinha maravilha de 24…

 A mitica garrafeira…

Depois das compras feitas, ainda não foi altura de regressar a casa, isto porque a boleia com quem tinhamos ido ainda fez um pit stop em casa, mas uma verdadeira paragem que ainda deu para tar mais de uma hora a ver tv… lol

Já no Dubai como se fazia tarde aproveitamos para parar no Burjuman para jantar e por fim lá cheguei a casa umas 6h depois de ter saido…

Para fim de noite assistiu-se a mais um filme, desta vez foi o “The Fountain”, escolhido pelo Pedro. O filme ficou com a nota de 16, ou seja, vale a pena ver… Tem uma boa história com vários tempos de narração diferentes que valorizam muito o filme e os temas que este trata.

Acabei agora a ceia e daqui a pouco camita que amanha regressa a faina…

Saudações arábicas do Al Ramalah.

~ por João Venceslau em 11 Janeiro 2008.

2 Respostas to “A demanda das bebidas alcoolicas em terras arábicas…”

  1. bem o que tu nao fazes para teres umas bebidas com alcool.. devias era ter ficado em casa a descansar.. =)lol
    beijocas

  2. bem isso é k é vontade de beber um alcolzinho…;) mas também quem corre por gosto não cansa né, e tuga k é tuga gosta sempre d uma boa pinga!seja o k for bebe por mim também!
    Bjokas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: